*|MC:SUBJECT|*

Melhor na América Latina e um dos melhores do mundo

A revista americana Newsweek divulgou neste março o seu ranking "World’s Best Hospitals 2022", ou os melhores hospitais gerais do mundo, em que o Complexo do Hospital das Clínicas da FMUSP figura na 8º posição, entre os melhores no Brasil. Em outubro de 2021, a revista divulgou o ranking "World’s Best Specialized 2022", ou os melhores hospitais especializados do mundo, no ano de 2022. Nessa lista, o InCor se destaca, pelo segundo ano consecutivo (2021 e 2022), como o melhor centro de cardiologia da América Latina e pela primeira vez também como o melhor em cirurgia cardiovascular do continente Sul-Americano (2022). No ranking mundial dos hospitais especializados da Newsweek, o InCor se posiciona em 24º na cardiologia e em 38º lugar na cirurgia cardiovascular, no grupo de centros clínicos como Cleveland Clinic, Massachucetts General Hospital, Mayo Clinic, The John Hopkins Hospital e Duke University.

Download de template com selos Newsweek

Você já pode compartilhar com todo o mundo, nas suas comunicações e apresentações em PowerPoint, que o InCor é o melhor hospital de cardiologia e de cirurgia cardiovascular da América Latina (veja matéria acima). Na Intranet InCor, você encontra para download modelos de carta, ofício, memorando e template de apresentação de PowerPoint, com os novos selos "World’s Best Specializes 2021 e 2022", Faça o download em Intranet InCor > Formulários institucionais e carregue nas comunicações da sua área o orgulho de sermos destaque na saúde em âmbito mundial.

InCor tem sete pesquisadores entre os mais influentes

O que os Professores Doutores Adib Jatene, Alexandre Abizaid, Edmar Bocchi, Eduardo Moacyr Krieger, Marcelo Amato, Raul Santos e Carlos Eduardo Rochitte têm em comum, além de fazerem parte do time de “pesos pesados” da história da ciência em cardiologia, pneumologia e cirurgias cardiovascular e torácica do InCor e do Brasil? Os seis primeiros estão na lista dos cientistas brasileiros mais influentes do mundo, na categoria trajetória “na carreira”, preparada pela Universidade de Standford (EUA) e divulgada em outubro de 2021. Essa categoria contempla 100 mil profissionais, aproximadamente 2% do total de cientistas do mundo. Para a seleção deles foi analisada uma série de rigorosos critérios, baseados nos trabalhos já apresentados por cada pesquisador ao longo do tempo. A lista contempla apenas 812 brasileiros, 6 deles são do InCor. O Dr. Carlos Eduardo Rochitte, por sua vez, figura no ranking dos cientistas mais influentes do mundo, da Universidade de Standford, na categoria “destaques 2021”. Parabéns aos cientistas do InCor.

MCTI estreita laços com o InCor

O Ministro da Ciência, Tecnologia e Inovações, Marcos Pontes, esteve no InCor em duas oportunidade recentes. Na primeira, em 25 de fevereiro, em transmissão on-line pela Internet e mídias sociais do Ministério, ele escolheu o Instituto como palco para a prestação de contas da sua pasta para a sociedade e também para o anúncio do aporte de R$ 1 bilhão em recursos para o desenvolvimento de pesquisas científicas, bolsas e ações em favor da ciência. Os Institutos Nacionais de Ciência e Tecnologia (INCT) receberão ao todo R$ 280 milhões. O InCor coordena dois desses Institutos, o de Imunologia e o de Medicina Assistida por Computação Científica (Macc), respectivamente coordenados pelos Professores Doutores Jorge Kalil e José Eduardo Krieger.

Ministro se interessa por parceria InCor - FoxConn

Em 14 de março, o Ministro voltou ao InCor, dessa vez para conhecer a experiência de cooperação tecnológica em processamento e análise de sinais e imagens por meio de inteligência artificial, mantida pelo Instituto e a empresa FoxConn. O projeto é liderado pelo Prof. Dr. José Eduardo Krieger, diretor do Laboratório de Genética e Cardiologia Molecular, e pelo Dr. Marco Antonio Gutierrez, diretor do Laboratório de Informática Biomédica e da Unidade de Tecnologia da Informação. Na cardiologia, a multinacional atua no desenvolvimento de soluções envolvendo computação de alto desempenho para a análise de sinais, imagens, indicadores e integração de ômicas para estabelecer critérios de risco, entre outros. Os projetos em parceria com o InCor buscam implantar processos analíticos para integrar dados, com o objetivo de viabilizar a medicina de precisão. Dê olho nesse propósito, as equipes parceiras trabalham no desenvolvimento de escores de risco genético, na identificação de biomarcadores e algoritmos de avaliação de desfechos clínicos na insuficiência cardíaca, na detecção de mecanismos centrais das doenças cardiovasculares e em um software capaz de integrar dados genéticos ao registro eletrônico de saúde.

Novo assistente da Reitoria da USP

Em janeiro deste ano, o Prof. Dr. Bruno Caramelli foi nomeado Assistente de Reitor III da Universidade de São Paulo, iniciando suas atividades naquele mesmo mês. O cargo é ligado ao Gabinete do Reitor e tem por função assessorá-lo com relação a aspectos acadêmicos ligados à gestão da USP.  O Prof. Caramelli atualmente é diretor da Unidade Clínica de Medicina Interdisciplinar do InCor, com forte envolvimento na pesquisa e no ensino de Graduação e Pós-Graduação da FMUSP.

Na linha da presidência da SCMR

O Dr. Carlos Eduardo Rochitte, médico cardiologista e radiologista e assistente do Serviço de Ressonância Magnética, do SADT (Serviço de Apoio Diagnóstico e Terapêutico), é o novo vice-tesoureiro da SCMR (Society for Cardiovascular Magnetic Resonance | Sociedade de Ressonância Magnética Cardiovascular). O cargo está na linha de sucessão para a Presidência desse órgão representativo internacional. Sua indicação foi feita em eleição direta com membros da entidade no mundo todo, concorrendo com médicos especialistas do México e da Austrália. “Realmente um reconhecimento genuíno que me deixa ao mesmo tempo entusiasmado e com um frio na barriga pela grande responsabilidade de dar seguimento a nomes da maior importância na ressonância magnética cardiovascular do mundo todo que já foram presidentes”, diz o médico do InCor. “Além disso, serei no futuro o primeiro presidente do SCMR não oriundo da Europa ou dos Estados Unidos”, complementa. “Um fato importante não só para a comunidade de ressonância cardiovascular no Brasil e na América Latina, como para a própria SCMR, reforçando a sua presença mundial”, diz o Dr. Rochitte.

Parcerias que salvam vidas

Liderado pelo Dr. Sérgio Timerman, o CPCCR (Centro de Parada Cardiorrespiratória e Ciências da Ressuscitação) do InCor firmou parceria com a Fundação Galápagos, para consultoria e treinamento no atendimento da parada cardiorrespiratória, segundo o conceito da “corrente da sobrevivência”, preconizada pela AHA (American Heart Association | Associação Americana do Coração). Em fevereiro deste ano, os profissionais da saúde do arquipélago equatoriano formado por 58 ilhas e que é Patrimônio Natural da Humanidade pela Unesco, foram treinados pelo InCor em reanimação cardiopulmonar. A comunidade de Galápagos também recebeu instruções sobre o uso e a implantação de desfibriladores em locais de acesso de público significativo.

Nova professora livre-docente

A Profa. Dra. Jaqueline Scholz, cardiologista e coordenadora da Área de Cardiologia do Programa de Tratamento do Tabagismo do InCor, foi aprovada, em fevereiro deste ano, no Concurso de Livre-Docência do Departamento de Cardiopneumologia da Faculdade de Medicina da USP, com base no programa da Disciplina de Cardiologia, na Área de Hipertensão, Dislipidemias e Distúrbios Metabólicos. A Dra. Jaqueline também é professora colaboradora do Departamento de Cardiopneumologia da FMUSP. A banca examinadora do concurso foi composta pelos professores doutores: José Eduardo Krieger (Professor Titular do Departamento de Cardiopneumologia da FMUSP), Raul Dias dos Santos Filho (Professor Associado do Departamento de Cardiopneumologia da FMUSP), Janete Dias Almeida (Professora Titular da Unesp), José Miguel Chatkin (Professor Titular Aposentado PUC-RS) e Mauricio Wanjgarten (Professor Livre-Docente | Hospital Israelita Albert Einstein).

Alternativas para a hipertensão pulmonar

A hipertensão arterial pulmonar é uma doença cardiopulmonar que afeta tanto os vasos pulmonares quanto o ventrículo direito, podendo levar à insuficiência, principal causa de morte em pacientes com o problema.  O Laboratório Cirúrgico de Pesquisa Cardiovascular do InCor realizou estudo experimental que apontou a simpatectomia bilateral como atenuante no remodelamento e falência do ventrículo direito. A pesquisa foi publicada na European Journal of Cardio-Thoracic Surgery

Principal autor: Dr. Raphael dos Santos Coutinho e Silva
Orientador: Prof. Dr. Luiz Felipe Pinho Moreira

Novas descobertas sobre a doença de Chagas

Estudo desenvolvido por pesquisadores do Laboratório de Imunologia do InCor em modelo animal investigou o protozoário causador da doença de chagas (Trypanosoma cruzi), que afeta mais de oito milhões de pessoas no mundo. De uma maneira geral, os indivíduos infectados evoluem de forma assintomática, mas 30% a 40% deles podem apresentar alterações cardíacas e/ou gastrointestinais. Publicado pela Frontiers in Immonology, o estudo sugere que uma variedade de vias de sinalização está envolvida na indução de citocinas e células que são importantes na proteção contra a infecção aguda pelo Trypanosoma cruzi. Entre elas, está a sinalização Sting, molécula adaptadora que pode ser responsável por promover resposta imune ao problema. O achado traz importante contribuição para o campo da imunoparasitologia, ao desvendar novos mecanismos moleculares relacionados à imunidade contra este patógeno.

Primeiro autor: Raquel de Souza Vieira
Orientador: Dr. Rafael Ribeiro Almeida

Transplante de pulmão pós-covid-19

A equipe de Transplante de Pulmão do InCor avaliou pacientes com SDRA (Síndrome de Desconforto Respiratório Agudo) grave pós-covid-19 elegíveis para o transplante. Três pacientes foram indicados pelo alto comprometimento pulmonar, necessitando, inclusive, de Ecmo (Oxigenação por Membrana Extracorpórea). A taxa de sobrevida dos pacientes foi de 100% após 30 dias. Depois desse período, dois deles chegaram a óbito por sepse fúngica. O terceiro transplantado recebeu alta hospitalar após 30 dias da operação e se recupera bem em casa. A pesquisa publicada na Scielo comprovou a viabilidade da operação em pacientes com alto grau de criticidade.

Primeiro autor: Dr. Flavio Pola dos Reis

Orientador: Prof. Dr. Paulo Pêgo-Fernandes

Efeitos de tratamentos da apneia obstrutiva do sono

Artigo publicado na revista Chest Journal relata estudo sobre efeito do tratamento da apneia obstrutiva do sono com Cpap (continuous positive airway pressure | pressão aérea positiva contínua), na reversibilidade da síndrome metabólica (SM) e nos parâmetros metabólicos, adiposos e vasculares. Após seis meses de seguimento, os autores concluíram que, apesar da maior taxa de reversibilidade da SM, após a terapia com Cpap em comparação com o placebo, a maioria dos pacientes manteve esse diagnóstico de síndrome metabólica, em parte explicado pela ausência de efeitos sobre o peso. Os resultados reforçam a necessidade de tratamentos combinados como, por exemplo, o da apneia com a perda de peso, para melhorar o perfil metabólico dos pacientes.

Primeiro autor: Dra. Sara QC Giampá
Orientador: Prof. Dr. Luciano Dräger

Fenótipos emergentes de fatores de risco cardiovascular

Tabagismo, sedentarismo, diabetes e hipertensão são fatores de riscos cardiovasculares amplamente conhecidos. Porém um conjunto de evidências sugere que esses e outros fatores têm efeitos individuais que contribuem para o desenvolvimento ou agravamento da disfunção endotelial (DE). O Laboratório de Genética e Cardiologia Molecular do InCor desenvolveu um estudo, publicado na revista Nature, que fornece evidências de um possível efeito hierárquico entre substitutos de fatores de risco cardiovascular e o aparecimento de fenótipos emergentes em resposta à estimulação combinada em células endoteliais que podem influenciar a DE.

Autor principal: Dr. Iguaracy Pinheiro de Sousa

Orientador: Prof. Dr. José Eduardo Krieger

Fonte: Serviço de Biblioteca, Documentação Científica e Material Didático “Prof. Dr. Luiz Venere Décourt”
Fonte: Serviço de Biblioteca, Documentação Científica e Material Didático “Prof. Dr. Luiz Venere Décourt”
Fonte: Serviço de Biblioteca, Documentação Científica e Material Didático “Prof. Dr. Luiz Venere Décourt”
Fonte: Serviço de Biblioteca, Documentação Científica e Material Didático “Prof. Dr. Luiz Venere Décourt”
Fonte: Serviço de Biblioteca, Documentação Científica e Material Didático “Prof. Dr. Luiz Venere Décourt”
Fonte: Serviço de Biblioteca, Documentação Científica e Material Didático “Prof. Dr. Luiz Venere Décourt”
"InCor Ciência News" é produzido pela AMI - InCor
(Assessoria de Imprensa e Mídias Jornalísticas Institucionais)
Pesquisa bibliográfica: Maria do Carmo Barreto e Elaine Lagonegro
Redação: Juliana Freitas
Fotos: Sérgio Cruz / Sérgio Barbosa / Divulgação InCor / Istock

Diagramação: Thiago da Hora
Edição de fotos e diagramação: Renata Féres
Coordenação editorial e edição: Rita Amorim (Mtb 26.595/SP)
Coordenação científica: Prof. Dr. Paulo Manuel Pêgo-Fernandes
Website
Facebook
Instagram
YouTube
LinkedIn
Twitter