Descobertos novos gases prejudiciais à camada de Ozônio

Cientistas da universidade inglesa de Anglia Oriental publicaram um trabalho no qual analisaram diversas amostras do ar, coletadas a partir dos anos 70, e concluíram que pelo menos quatro substâncias presentes nessas amostras contribuem para a destruição da camada de ozônio.

O problema é que ainda não foi confirmada a origem desses gases. Provavelmente provém da produção industrial de inseticidas e de solventes utilizados na limpeza de produtos eletrônicos. Estima-se que 78 mil toneladas dessas substâncias já foram emitidas para o meio ambiente.

Apesar da quantidade encontrada desses gases nas amostras ser pequena, já se sabe que eles demoram muito tempo para serem decompostos na atmosfera, necessitando estudos mais profundos e constante vigilância.

10/03/2014

Fonte: Notícias / terra.com.br