Desde 10 de janeiro de 1977, quando foi inaugurado, o Incor prestou atendimento médico a pacientes de todos os Estados brasileiros, de toda América Latina, da América do Norte, Europa e Ásia, realizando mais de 38.350.287 exames de diagnóstico, 4.155.664 consultas ambulatoriais, 86.584 cirurgias, 255.202 estudos hemodinâmicos, incluindo cateterismos, angioplastias e ablação para tratamento de arritmias.

Somando-se as pesquisas clínicas e as básicas aplicadas, a atuação do Incor na ciência e tecnologia nesses anos resultou em 9.891 estudos – 4.398 deles publicados em revistas nacionais e 5.493 em internacionais. No universo dessas pesquisas, mais de 20 originaram patentes ou produtos, como próteses, tubos, máquinas e equipamentos diversos atualmente em uso na área médica.

A difusão da expertise científica do Incor alcançou platéias do mundo todo, por meio da participação de seus especialistas em 31.366 eventos científicos nacionais e internacionais, incluindo aulas e simpósios.

A pós-graduação do Instituto, vinculada à FMUSP, gerou mais de 946 trabalhos científicos de mestrado e de doutorado e de concursos de livre-docência.